quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

capítulo 5 - amigo secreto: um show de interpretação [25.12.10]

como todo natal que se preze, fizemos um amigo secreto pra… eeeer.. pra dizer que fizemos um amigo secreto. todo mundo participou: eu, teteia, rodrigo, claudinha, chipa, carol (irmã de claudinha) e marcelo (marido de carol). foi uma belezura.

primeiramente, tínhamos que definir como ia ser realizada a entrega dos presentes, já que não era todo mundo ali que se conhecia direito. eu, como sou muito inteligente e só tenho boas ideias, sugeri que fizéssemos o seguinte: baseado no nosso primeiro dia de passeio, cada um faz uma mímica, imita de alguma maneira, algo que o seu amigo secreto tinha feito/dito nesse dia e que marcou. todo mundo topou. vamos lá.

primeiro presente: de teteia para…

cena: teteia começa a rir, faz gestos estranhos, pula feito uma doida, ri de novo, finge que cai no chão de uma maneira bizarra, se debate, começa a rir. todos se entreolham com cara de interrogação.

tentativa de imitação: marcelo se estabacando no chão na hora de fazer esquibunda. humm… certo. bela (?) tentativa. você é uma ótima atriz. joinha pra você.

hora de entregar o presente. teteia entrega uma sacola da herig pra marcelo e faz um discurso assim:

“- bom, como eu não o conheço muito bem e no site onde realizamos o sorteio ele não deu muitas dicas de presente, resolvi pedir ajuda a um amigo meu. ele sugeriu uma blusa básica, masculina, é muito útil para os homens…”

marcelo abre a embalagem: uma camisa ROSA, minúscula, com gola em V. e ainda diz: "é, legal.. é pequena, mas acho que vai dar sim". e sorriu de satisfação.

HAHAHAHAHAH.. aí sim é show de interpretação, viu? todo mundo acreditou que ele tinha gostado. depois que teteia viu aquela cena disse: eita, peguei o presente errado!

bem que eu estava achando estranho… a camisa que marcelo tinha ganhado era igual a que eu tinha comprado pro meu amigo secreto chipa.

capítulo 4 - as poses pras câmeras

cada um tem seu jeito de tirar foto. mas, duas pessoas em específico tem a sua maneira peculiar de sair nos retratos. são elas: teteia e chipa.

teteia: sempre com cara de menina de 13 anos, com um sorriso meigo, olhar encantador e pescoço pendendo 11 graus. SEMPRE.

chipa: sempre olha pro infinito fazendo pose de: estou pensando.

a diferença das fotos? apenas a paisagem de fundo. ora é uma cachoeira, ora é uma gruta, ora é uma vegetação esplendorosa, ora é uma montanha magnífica, ora é um céu estupendo, ora é um rio encantador… é tudo muito feio aqui, gente. não venham.

capítulo 3 - os cachorros na trilha [25.12.10]

nosso primeiro passeio radical foi uma trilha pra ribeirão do meio. como é uma trilha leve (leve?) e aberta, a galera resolveu levar os cachorros. aproximadamente 1 hora de caminhada (eu acho, já não tenho mais noção nenhuma de tempo. aliás, que dia é hoje mesmo?). cachorros felizes, saltitantes e correntes. pessoas cansadas. cachorros felizes, saltitantes e correntes. pessoas acabadas. cachorros felizes, saltitantes e correntes. pessoas destruídas.

bom, finalmente chegamos e fomos tomar banho nas águas gelaaaaaadas. a galera resolveu brincar de tobogã nas pedras escorregadias. não sei se eu posso chamar de esquibunda, enfim… a gelera fica aloprando numas pedras que tem água corrente e se estabacando, na maioria das vezes. é super divertido.

eita! esse post é pra falar dos cachorros, não é mesmo? na verdade não necessariamente dos cachorros, mas de claudinha. acontece que ela comprou uma mochilinha pra carregar danado quando ele tivesse cansado. ela estava disposta (disposta, não, desesperada) a usá-la na trilha de volta. mas ele não cansava nunca, oras!

- “rod [é assim que ela chama meu irmãozinho], vamo levar ele na mochilinha agora?”

- “meu amor, ele não tá cansado, não. ele tá bem.

enquanto isso, o cachorro seguia em disparado na frente junto com marrie, brincando, se divertindo, e assobiando uma bela canção.

- “mas, rod. a gente já andou muito, ele deve estar querendo descansar. só tem 4 meses. deixa eu colocar na mochilinha…

- não precisa, claudinha. quando ele cansar, vai pedir arrego.

daí a discussão já tomava enormes proporções, chegaram até em cogitar a hipótese de separação, você fica com a casa, eu com o cachorro, eu com o carro, você com o espremedor de alho…’. então o resto do grupo se compadeceu da situação de claudinha que tinha comprado a mochilinha com o maior carinho e convenceu rodrigo a deixá-la estreiar a bendita mochila.

danado logicamente exitou. afinal, marrie estava livre e saltitante pelo chão enquanto ele ia preso numa sacola. não era justo. cadê o direito de ir e vir, minha gente? depois de muito trabalho, enfiamos as patas em cada buraco, o rabinho em outro e tchanaaaan.

preciso dizer que danado se agoniou, se desesperou, começou a chorar e esperniou pra sair 12 segundos depois? ok, ele venceu, volta pro chão, infeliz.


pelo menos ela pousou pra foto com a mochilinha sendo usada!

capítulo 2 - a mistura de sucos [24.12.10]

véspera de natal, saímos pra comer num restaurante que fica no centro da cidade de lençóis, onde estamos hospedados aqui na chapada. bebidas. vamos pedir nossas bebidas. cerveja! cerveja! cerveja! coca-cola! e tu, teteia, vai querer o quê?

- moço, tem suco de quê?

- temos de melancia, limão, abacaxi, goiaba, tangerina, manga, maçã, fruta-pão, banana, pinha, abacate, pera, melão, cupuaçu, morango, uva, laranja silvestre, mamão japonês e acerola do norte da indonésia. ah, você pode também fazer um mix com frutas misturadas.

- ah, então eu quero todas. sem açúcar, pode?

o garçon parou, olhou pra cara de teteia, entreabriu a boca e a encarou embasbacado. aproximadamente 2 minutos e 14 segundos depois de sua pose de estátua, respondeu: pode.

capítulo 1 - a simpatia de claudinha [23.12.10]

gente, minha cunhadinha é linda e fofa e antenciosa e delicada e simpática. é um doce de menina, en eeen. dá vontade de apertar as bochechas bem muito e fazer cuti cuti. e como toda menina fofa e meiga, ela resolveu distrubuir presentinhos de natal pros funcionários do prédio onde ela mora com meu irmão. bom, pra começar a viagem, paramos lá para buscar ela e o resto das malas. vimos, separados em cima da mesa, vinhos embrulhados em papeis de presente lindos com cartõezinhos fruqui fruquis dizendo assim:

“querido porteiro, boas festas. claudinha e rodrigo”.

como assim QUERIDO PORTEIRO??? hahahahahahahaha.. a criatura, que é tããããão atenciosa, não sabe o nome de nenhum porteiro onde mora e ainda acha de escrever QUERIDO PORTEIRO e QUERIDO ZELADOR nos cartões como se fosse a coisa mais natural do mundo. tal como você chegar na padaria e dizer: bom dia, querido padeiro, me vê 1 real de pão?

e ainda achou ruim, fez cara feia, ficou emburrada e bateu o pé porque todo mundo de bom senso mandou ela refazer os cartõeszinhos.

diário de bordo

como todos os leitores assíduos do meu blog devem saber, estou na chapada diamantina desfrutando das delícias da natureza, respirando um ar puro, fazendo trilhas super revigorantes, paquerando hippies e tomando banhos de cachoeiras de águas [muito] geladas para desestressar do caos da cidade grande (sim, eu moro numa cidade grande, não num interior, ok?). na verdade só estou postando por pressão da sociedade, já que se fosse por vontade própria eu passaria esses 10 dias longe do computador. juro.

como são muitos dias, e muitas histórias pra contar, dividirei em capítulos para melhor visualização de todos vocês. na verdade nem sei se eu vou postar aqui, já que a internet está uma bosta [não tô tendo muita paciência para esperar carregar as páginas. só quem tem paciência para isso é chipa, que não para de tuitar pelo iphone desde que saímos de recife. claro, ele precisa tuitar que pegou a estrada. ele também precisa tuitar que comeu uma coxinha no posto de gasolina. ele também precisa tuitar que o cachorro latiu. igualmente precisa tuitar que caiu uma folha no chão. acontecimentos de extrema importância para o mundo].

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

comprando um tênis

não, eu nunca tinha comprado um tênis. na verdade, não nos últimos, eer.. sei lá... 10 anos? era tudo muito novo pra mim. mas vamo lá.

como meus leitores queridos desse blog devem saber, viajarei pra chapada diamantina essa semana (vide post 'regras básicas de convivência by rodrigo carvalho'). e via de regra, fazer trilha necessariamente precisa de tênis. mas EU NÃO TENHO TÊNIS! por quê eu haveria de ter tênis?? caminhar do computador para a cozinha precisa de tênis? sair de casa pra comer uma pizza precisa de tênis? encher a cara no cavanhaque precisa de tênis? ir até o mercadinho comprar materiais para fazer um bolo de chocolate precisa de tênis? entenderam? eu não preciso de tênis. na verdade eu tenho um velho e furado, que algo me diz que não ia ser bacana levar para a chapada. só se for para dar um pé pra cada cachorro que vai com a gente pra eles irem se divertindo durante a viagem.

enfim. fiquei horrorisada quando descobri que o preço de um tênis não é semelhante ao de um par de havaianas. é um pouquinho mais caro [leia esse poquinho com um voz fina e com dor no coração]. e como eu sou uma POBRE, fui mendigar uma contribuiçãozinha pra papai. ele me deu 100 merengues. o resto eu que completasse. ótimo.

começou a minha saga pra comprar um par de tênis. fui ao shopping cafuçu dos guararapes. aff. eu devia estar pagando todos os meus pecados. mai que inferno!! geeeeeeeente pa carai! mas também, eu fui numa segunda feira antes do natal.. é pedir pra morrer.

bom, entrei numa esposende dessa qualquer. aproximadamente 17 vendedores me abordaram desesperados se acotovelando entre si. por alto, contei que 8 tinham bigodinho, 2 tinham dente dourado, 5 eram magricelos e usavam camisa de botão ensocada parecendo espantalho, 4 usavam mullet e por aí vai. saí na mesma hora. tive medo.

passei na frente de outra loja desse estilo. olhei a vitrine, meu bolso gritava de dor pois sabia que ia sair de lá vazio. e os atendentes estavam a postos pra me abordar em 3, 2, 1... nããããõ, corri. e na minha fuga em câmera lenta com música instrumental ao fundo, me deparei com uma loja pequena chamada WORLD TENIS. bingo! era lá. cabosse.

entrei. um, apenas um vendedor veio me atender.. ui, ele é gato, galera. gostei dessa loja. aí claro, né? ele veio me perguntar o que eu estava procurando. disse a ele que eu era inexperiente em comprar tênis e que precisava de ajuda. disse a ele como eu queria mais ou menos e o motivo, que era a viagem. gente, que sorriso era aquele? aí ele pegou um lá de 300 dinheiros. - "não, moço. eu sou pobre". (acabei de notar que eu já usei essa frase nesse blog no mínimo umas 3 vezes o.O). aí ele veio me mostrar outras opções.

- "temos esse aqui de 200 reais. elé é bom pra caminhada porque os amortecedores de num sei o que no peso da gravidade de num sei onde porque o atrito de num sei o que lá do amortecimento aí a gente podia tomar um sorvete, o que você acha? e de lá poderíamos assistir a um filminho, sabe, eu sei que eu sou lindo, eu sei que você não para de olhar para o meu sorriso, meu cabelo é perfeito, eu sei. eu também sei que sou forte. sou simpático, meus olhos te atraem... e temos ele na cor preto e cinza com detalhes rosa. o que você prefere senhora? senhora?"

- "an?? eer.. opa! desculpa.. er.. eu gostei do cinza, obrigada, vou levar."

devia ser proibido contratarem vendedores gatinhos e simpáticos em véspera de natal. minha carteira agradeceria bastante.

sábado, 18 de dezembro de 2010

os pitós

é engraçado quando uma menina (eu digo menina porque é a maioria ok) precisa usar pitó porque tem cabelo grande aí uma vez no ano compra um pacotão daqueles que vem um monte. aí sai pegando e um dia eles acabam. mas você não sabe onde eles foram parar porque eles simplesmente somem. aí hoje aconteceu uma coisa linda. eu tenho uma caixinha onde eu boto os brincos aí minha mãe com cara de sofrida me pediu pra pegar um brinco pra ela porque ela queria fazer parzinho com um colar que ela tem. sim, a gente tá indo passar o natal em porto de galinhas. é, natal. a nossa família é grande por isso que a gente comemora antes. o caso é que eu fui pegar o brinco na caixa de brinco. eu nunca mais tinha aberto aquela caixa porque eu estou viciada em um brinco só que fica no meu vidrinho. vidrinho. é a estante onde eu coloco os troços do meu quarto. quem tá lá é rogério, das dores, afonso e tantos outros acompanhantes. do carmo morreu. foi triste. então, eu fui pegar essa caixinha que não fica em cima do vidrinho, mas na parte de cima do meu guarda-roupa. na verdade hoje ela [a caixa] estava na mesa branca do computador. e não, eu não tenho computador no quarto, não me perguntem porque eu tenho uma mesa de computador. é mais um porta troço. bom, a caixa de brinco. aí eu abri ela. e voalá (não sei escrever essa palavra em francês e também estou com preguiça de procurar no google). voalá. estavam lá um monte de pitó de cabelo.

ok, eu ainda estou dormindo.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

a disputa

existe uma profissão, no mínimo, curiosa aqui em jaburacão dos guararapes que é o chamador de passageiro em porta de shopping para embarcá-los nos transportes públicos alternativos. ou seja, o 'legal' que fica gritando há 1 km de distância: "barra de jangaaada, moça?? tá vazia! venha, vai sair agora!". e a cada passageiro que ele arrecada, ganha uma pratinha do cobrador do respectivo transporte que ele conseguir trazer.

bom, aqui em jaburacão esses mini busus são liberados (com autorização da preifeitura). e existem MUITOS deles. milhares. milhões. bilhões. trilhões! e é um inferno. você pode estar andando no meio da rua em direção contrária ao trânsito que sempre (sempre!) surge (se materializa) um transporte desse com nego gritando desesperado perguntando se tu quer ir pra prazeres, cajueiro seco, bandepe ou santa elisa [sim, esses lugares existem].

acontece que na porta do shopping guararapes (reduto de cafuçu) é onde acontece essa incrível disputa por passageiros. é guerra. ficam em média 48 carros desses parados no meio da rua e esses chamadores ficam clamando por você como quem clama por uma coca cola gelada no deserto.

daí daí daí eu e teteia estávamos voltando do shopping hoje e, obviamente enchurradas de 'barra de jangaaaaada, moça' surgiram. esses caras estavam praticamente arrastando a gente pelos cabelos pra ver quem ganhava essa disputa. de repenete teteia parou no meio da rua e gritou com as mãos na cabeça:

- MEU DEEEUS! EU NÃO SOU LEILÃÃÃÃO!!

sabe um cara que mora no conchichina? pronto, ele escutou.

sério. tenho medo de teteia.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

quando você acha que o seu dia foi ruim...

... tem gente que aparece com um pior!! relato da minha amiga pin agora pouco:

"posso falar?
eu ia ter prova final de maal no primeiro horario e prova de fisiologia no horario logo depois
acordei 5 15 pra nao me atrasar
e tava caindo um dilúvio
entao pedi a minha querida mãe que me levasse a boa viagem afim de nao ter que passar pela avenida recife
ai a parada que eu geralmente pego tava alagadona
aí fiquei na proxima, que tava alagada, mas menos
perto do extra
primeiro que eu tive problemas em abrir o guarda chuva e tomei um banho
aí fiquei la
quando eu sinto coisinhas no meu pé
uma porra de uma barata subindo
ao que vejo, varias baratas meio desesperadas porque tava entrando kilolitros de agua nos bueiros
entao eu fico tensa, entre colocar o guarda chuva de forma que nao me molhe toda (chuva de vento), ver o onibus que estava chegando e se ligar nas baratinhas
ah!
quando eu dei um super chute histerico pra tirar a baratinha do pé eu derrubei o guarda chuva e tomei outro banho
enfim
estou eu la esperando e me ligando em tudo quando sinto coisinhas de novo...
no meu ombro!!!
uma baratinha no meu ombro esquerdo
eu grito e derrubo o guarda chuva em desespero
ainda pedi pra moça do meu lado: moça! pelo amor de deus! ve se tem mais alguma coisa em mim
enfim
ai o onibus chegou mas parou atras de varios e tava com a maior cara que ia me dar um "olé"
ai eu corri desesperada
nesse meio tempo eu liguei pra minha mae dizendo que eu estava sendo atacada por baratas
massa
ai eu saio colocando meu pé na agua atras do onibus, mas ele nao ia me dar um olé e parou na parada
so que nesse momento eu ja tava longe da parada, no desespero de pegar o onibus
ai fui correndo quando ouço: o fone, sua louca!
quando eu tirei pra falar com minha mae ele ficou pendurado no chao com agua
peguei o onibus
a cobradora e as amigas dela riram de mim com pena
ai a cobradora nao tinha troco, e eu so tinha 10 reais
ai eu pensei: pronto! fodeu! vou ser roubada tambem!
mas ela me deu o troco
enfim
cheguei na federal e a prova nao tava pronta porque deu erro na impressao
e eu com esperança de fazer logo e acabar pra estudar pra outra
ai atrasou uma hora quase
chega la e a prof fala: a prova ta dada! muito facil!
a prova "dada" dela foi uma prova com 10 questoes abertas sobre vaaaaaarios assuntos diferentes
me fu
e era final
ai fiz a outra prova
a outra prova era fechada e nao era final
menos mal
ai depois fui buscar uma encomenda da amiga da minha mãe na farmacia da federal
e fila chegava na porta
ai eu voltei pra casa com um motorista doido aloprado que tava fazendo rodizio com o onibus
rodizio nao
rodeio
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
poxa
pelo menos eu to viva
eu passei o dia com nojo de mim
de barata e agua empoçada de chuva da ocnselheiro ate metade da minha perna
agora to limpinha
ah
pera
tem mais
eu esqueci de levar meu lanchinho
tomei cafe da manha 2 torradas integrais com queijo cottage e um copo de leite desnatado
entao eu voltando pra casa 12 30 tava ja em estagio de autofagia, ne?
aí o almoço era peixe, ok, eu nao gosto muito, mas, porra! que fome!
o peixe tava com gosto de sabão
deixaram ele descongelando dentro da pia
¬¬
aí roubei um pedacinho de carne pra comer com arroz integral."


agora repita comigo:
meu dia hoje foi lindo. meu dia hoje foi lindo. meu dia hoje foi lindo!

daí eu fui comprar um mouse...

ontem eu esqueci o mouse de teteia lá na federal. ora caceta! mas tem bronca não, guardaram pra mim, semana que vem eu vou lá recuperar. mas só que existe uma sexta-feira e um final de semana aí no meio. teteia não pode ficar sem mouse, porque ela trabalha e blá blá blá. enfim, me comprometi a comprar um novo hoje de manhã pra que ela não se prejudique.

sabia que na lan house da frente vendia. daí eu fui lá.

- "bom dia, eeeer... [ai me bateu a dúvida novamente se o nome do cara era jozias ou izaias. quem é leitor fiel do meu blog sabe do que eu estou falando].. eer.. então, bom dia! [sem vocativo]. tu só tem esse mouse aqui, é?"

- "é. 33 reais"

- "iuxe, eu sou pobre, moço. tá caro, valeus".

não comprei, obviamente. daí fui procurar um mouse na lojinha de presentes que tem ao lado. perguntei ao dono e ele disse que só tinha um e apontou pra uma estante. fui lá procurar. juro, passei uns 5 minutos catando. tinha de tudo: cadeado, caneca, fone de ouvido, lanterna, maquiagem, baralho, tudo menos um mouse. daí, já perdendo as esperanças, pedi ao cara pra me ajudar, ele veio e pegou o mouse que estava EXATAMENTE na minha frente.

agora me diga como eu vou adivinhar que aquilo era um mouse? um objeto de acrílico transparente, com água dentro, que tinha um ursinho laranja mergulhado que ficava balançando dentro d'água a medida que você mexia o objeto. pra mim, aquilo era uma mamadeira.

- "não, obrigada, mas não vou levar não, tá?"

aí fui procurar em outro lugar. onde será que tem? já sei! lá na papelaria aqui perto, onde eu comprei o meu primeiro tamagochi! =D

[sol quente na cuca]

- "moça, tem mouse?"

- "tem, é logo ali."

uufs! que bom! vários mouses.

ia levando um pretinho, pequeninho. daí já chegando perto da fila pra pagar eu pensei melhor: vou fazer uma supresa pra teteia! voltei e troquei por um rosinha que era 5 reais mais caro. mas tenho certeza que ela vai gostar, afinal, vai fazer parzinho com o notebook com adesivo rosa que ela tem.

bom, fui passar no caixa. o atendente gatinho e simpático resolveu puxar assunto:

- "você vai gostar desse mouse, todo mundo tá comprando..."

- "eer, não é pra mim não, moço, é pra minha irmã adolescente. ela adora essas frescurinhas rosas."

mai é porque eu não ia me queimar assim de graça, não é mesmo, minha gente?

[eu não sei porque eu ainda contribuo pra essa minha dor no coração! ainda confesso que pensei seriamente e voltar e comprar a mamadeira, já que era pra ela. mas o mouse rosa já tava de bom tamanho]

domingo, 5 de dezembro de 2010

a árvore de natal da minha casa - ano IV

toda casa de família que se preze tem que ter uma árvore de natal na época de natal. e na minha casa não poderia ser diferente, não é mesmo, minha gente?

há 4 anos que damos preferência a uma árvore mais artística, moderna, feita manualmente (por mim mesma). é tendência.

em 2010 temos uma novidade: bolas vermelhas =D
eis a nossa árvore:


observação-
fabricamos por encomenda. consulte nossos preços. fazemos pacotes promocionais. aceitamos hiper, master e visa. não trabalhamos com tiqui refeição.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

o dono do fiteiro

daí que hoje eu fui comprar uma água mineral num fiteiro aí qualquer da vida.

o ápice da tecnologia é a maneira como o dono guarda as pratinha [pratinha não tem plural]: ele as prende num pedaço de ímã e elas ficam lá paradas, juntinhas. moderníssimo. sério, eu acho o máximo. aquilo é genial.

aí pronto. comprei a água e fui pagar com uma pratinha de 1 real. ele estirou a mão pra pegar, mas eu, feliz da vida com aquela engenhoca, disse:

- não, moço. pode deixar que eu jogo ali, acho super legal.

e joguei a moedinha no ímã e ela se prendeu junto com as outras. foi muuiiiiito feliz!! ela grudou meesmo! ficou empezinha!

aí eu comecei a rir e olhei pra cara dele pra agradecer.

ele olhava pra mim com cara mais séria do mundo, provavelmente pensando: que menina retardada.

virei as costas morrendo de vergonha e fui embora com o rabo entre as pernas.

sábado, 27 de novembro de 2010

eeer... então...

internet. quando ela não funciona é um problema. a daqui de casa resolveu não funcionar. passamos a manhã toda tentando conectar, mas nada.

procedimentos padrão: reiniciar o computador, desconectar e reconectar o cabo, reparar a conexão. mas necas. sem sucesso. beleza, vamos ligar pro suporte.

- alô, moça? a internet aqui de casa tá assim, assim, assado... já fiz issoaquiloeaquilooutro.

- ok, vou mandar um técnico.

1 hora depois chega o técnico pra resolver o pobrema. mostro a ele o que tá acontecendo. ele despluga o cabo, conecta no laptop dele, e, adivinhem, funciona! aí devolve pro meu computador e adivinhem de novo: funcionou também. ¬¬

- ok, moço. obrigada. quer um copo d'água? não? então tá. bom dia pra você.

[pelo menos ele era gatinho]

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

questionário do dia

olhe atentamente as imagens abaixo e responda corretamente: o que porra é isso?

a ( ) pacotes de sangue congelados
b ( ) besouros gigantes embrulhados
c ( ) bosta de bode
d ( ) a nova aquisição de teteia: balas de colágeno sabor menta (sim, é de comer)


terça-feira, 23 de novembro de 2010

como passar vergonha numa festa de casamento

1- seja uma solteirona

2- fique atenta à hora da jogada do buquê

3- se posicione estrategicamente à frente de todas as outras solteironas desesperadas para casar

4- encorpore a montanha que há em você barrando qualquer mosquita que queira se aproximar da primeira fila

5- grite desesperada com as mãos acima da cabeça cada vez que a noiva simula que vai jogar o buquê

6- na hora que a noiva realmente jogar o buquê, não se intimide em dar cutuveladas em todas as meninas ao seu redor

7- dê um pulão super alto para alcançar o buquê, mesmo que tenha sido jogado em sua direção

8- agarre o buquê com todas as suas forças e grite "êêêêêêêêê" pulando serelepemente na frente de todos e todas e fazendo pose pras câmeras

9- tire foto com a noiva sorrindo porque você não morrerá encalhada


segunda-feira, 22 de novembro de 2010

e cadê a minha credibilidade?

hoje fui devolver a fita na locadora [eita.. fita não, dvd!] e aproveitei pra buscar mamãe no trabalho, daí fui de carro. teteia foi junto.

entramos no carro, botamos o cinto, liguei o motor, o farol... aí chega o vizinho (que até hoje não sabe meu nome e me chama de 'menina') e pergunta: vai sair com o carro?

[não, seu idiota, a gente tá brincando de táxi]

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

festa de lançamento

essa história é velha, mas vale a pena ser contada.

pra quem não sabe, eu sou responsável pelo projeto gráfico e diagramação da revista edelson. [ao contrário do que as pessoas pensam, edelson não é uma biba-djoven-fashion-baladeira que habita as sociais pernambucanas. ele já é um senhor, bem casado, com 4 filhas... ele é completamente diferente da imagem que a gente faz dele. pasmem]. e pra quem nunca ouviu falar: edelson é um cabeleleiro super famosinho que tem várias filiais do seu salão espalhadas pela cidade.

bom, primeira edição da revista saindo. trabalho, correria, estresse, noite em claro, tendinite, olheira, abuso, felicidade, realização, dor na coluna, alegria. com muito esforço, o filho nasce. posso dizer que essa foi a primeira revista só minha, projeto todo meu. legal.

e para comemorar esse lançamento, edelson e equipe resolvem fazer uma festa ar-ra-sa-do-ra, ba-da-la-da e fe-cha-ção, com muito glamour, requinte e finesse! na verdade foi um buffetzinho (bifezinho, para os íntimos) em uma das filiais. artistas de cunho nacional foram convidados, tais como pink do big brother e joão do morro!

preparei os convites para serem impressos e enviados online. o dia estava chegando. logicamente eu seria uma das estrelas da festa, holofotes em cima de mim, entrevistas, atenções e sorrisos! aaain.. que nervooso!

o dia da festa chegou. a tarde fui para o meu antigo estágio. tinha separado o meu vestidinho, meu saltinho, a maquiagem (!!!) e colocado na bolsa. [ok, podem rir da minha cara]. de lá, ia pra casa de uma amiga pra me arrumar e irmos juntas.

em algum momento da tarde, me liga uma mulher que faz parte da equipe. atendi:

- alô?

- oi, manu!

- oi, iris!

- cadê tu na festa?

- festa? peraííí, feeeesta?

- é, mulher. a festa de ONTEM do lançamento da revista...

não preciso dizer que até hoje eu sou motivo de chacotas, né?

terça-feira, 16 de novembro de 2010

regras básicas de convivência na viagem do fim de ano - por rodrigo carvalho

Queridos mancebos lindos do meu coração,

Dezembro tá chegando e vamos fazer uma viagem inesquecível em família! Ehhhhhhhhhhhhhh!

Vamos todos juntos passar dez dias amuntuados um em cima do outro! Ehhhhhhhhhhhh!

Vamos escutar manu falando merda o tempo todo! Ehhhhhhhh

Vamos ver claudinha rindo das merdas de manu! Ehhhhhhhhhhhhh

Vamos ver Chipa falando que tá com saudade de marina o tempo todo! Ehhhh eh, ehzinho...

Vamos ver natália reclamando a viagem toda! Ehhhhhhh.... eh, quer dizer, isso não! Caralho, Natália reclamando dez dias no meu pé do ouvido!

Então vamos ser práticos! Para que eu não surte e deixe o adolescente apaixonado e depressivo dentro de uma caverna; a mongolóide abigobal, tabacuda e chupingolin falando merda com os passarinhos; e a chatonilda de galochas afogada em uma cachoeira gelada qualquer, vamos (EU) criar umas regras de convivência básica:

Roteiro básico:
23 de dez 17h - Recife - Penedo (AL) / 6h
24 de dez 06h - Penedo (AL) - Lençois (BA) / 12h
30 de dez 14h - Lençois (BA) - Salvador (BA) / 5h
02 de dez 08h - Salvador (BA) - Recife / 12h


Regras:

1. A viagem é minha e de Claudinha (O carro, a idéia, a grana da gasosa e a articulação), ou seja, mantra da viagem: "vocês são muito legais em proporcionar esses dias tão incríveis para nós!"

2. Vocês serão as babás dos cachorros Danado e Marrie! Não esqueçam da obrigação!

3. Malas - o porta-malas do Peugeot é PEQUENO
3.1 Nada de malas de viagem enorme do tamanho do universo.
3.2 Nada de secador, chapinha, coquetel de queratina, kolene ou tinturas Márcia.
3.3 Apenas 3 calçados por pessoa! Isso incluindo uma havaianas e um tênis para caminhada!
3.4 Roupas leves e cores básicas - nada de fazer trilha com uma blusa cor de marca texto.
3.5 Levar filtro solar.
3.6 Vibrador de no máximo 15cm
3.7 Levar apenas 01 casaco, que deverá ir fora da mala (para não reclamarem de frio no carro).
3.8 a princípio não levar lençol e toalha.

4. Sonorização ambiente
4.1 Eu tenho direito de desligar o som a qualquer momento.
4.2 Claudinha tem direito de sugerir playlist.
4.3 Eu tenho direito de sugerir playlist.
4.4 Manu tem direito de sugerir playlist.
4.5 Chipa NÃO tem direito de sugerir playlist.
4.6 Natália NÃO tem direito de sugerir playlist em hipótese alguma.
4.7 Caso o conselho (EU) resolver conceder direitos extraordinários de Natália ou João Lucas sugerir playlist, o conselho também se reserva o direito de veto sem prévio acordo.
4.8 Jogos falados com adedonha podem ser encerrados caso eu esteja perdendo!
4.9 Chipa tem o direito de falar que ama Marina apenas 546 vezes no dia! acima disso vai levar babau, ou ficar perdido em uma trilha!

5. Refeições
5.1 Levar o mínimo de comida no caminho. Em lençois tem mercado.
5.2 Não sei se tem granola, linhaça ou alpiste no mercado da Chapada.
5.3 a pousada dá café da manhã! comam o máximo que puder para economizar.

6. Divulgação
6.1 Esse e-mail está autorizado a virá post no blog! hehehehe

Bjos e #penaestrada

rodrigo

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

e a árvore?

eu gosto de plantas. mas não sei cuidar e acredito que ninguém aqui da minha casa saiba (ou pelo menos ninguém tem paciência). ok, não me orgulho disso, mas a vida é assim.

bom, na minha casa tem uma árvore grande. de plástico. fica ali atrás do sofá enfeitando a nossa sala [acho que compraram só porque ela é verde e faz um combinandinho tom-sobre-tom com a parede]. ok.

daí hoje eu fui na lan house imprimir uns babados. chamei izaias de jozias (ou ao contrário, nunca sei o nome do doido). [tá, não sei porque eu falei isso]. daí tinha uma senhorinha assistindo oswaldo montenegro no youtube e forçando um funcionário lá a assistir enquanto fazia comentários super pertinentes e cutucava o braço dele a cada 8 segundos. coitado. bem, fiquei com vontade de assistir ao dvd dele [dele oswaldo, não do funcionário, nem de jozias, ou izaias...].

e como eu preciso fazer uns trabalhos no computador, trouxe o notebook temperamental pra sala pra poder assistir enquanto trabalho. teteia, incovenientemente sentada, não quis levantar pra que eu afastasse o sofá e enfiasse a tomada do carregador na parede. e disse: - "tem uma tomada ali" e apontou pra um cantinho.

quando eu olhei pro cantinho, fiquei passada! e fiz cara de espanto.

prontamente teteia comentou: é, eu também fiquei chocada quando tiraram a árvore daí.

- árvore? oi? ah, é mesmo! tinha uma árvore aqui! hahahahaha.. mas eu fiquei chocada mesmo porque eu não sabia da existência dessa tomada.

pobre árvore, foi demitida. e eu nem me despedi dela.. =/

terça-feira, 2 de novembro de 2010

e na hora da baliza...

alguém aqui já levou bronca de flanelinha? então... eu já. e eu vou contar um negócio, não é nada legal.

tudo bem que eu não sou aquela motô que oooooh, como dirige beeeeem, que experiência ela tem, meu deus. olha só como ela faz uma curva, geeente! que pisada de freio geniaaaaal.. mas enfim, eu sei conduzir o carro e chegar nos lugares. só não me peça pra fazer uma baliza em 32 segundos, porque eu não vou fazer. é. o flanelinha me pediu.

pois bem, estava eu chegando no show de monobloco lá em brasília (teimosa). estava numa ruazinha apertada e aloprada de carros todos querendo achar um lugar para estacionar. até que achei rápido, pois o moço "simpático" portador de flanela me MANDOU parar o carro ali mesmo, no acostamento, onde todos os carros estavam parando, pois não havia mais lugar. beleza, fera. vou estacionar.

vamos lá. como foi mesmo que o tio da auto escola ensinou? colocar o carro pra frente, girar a direção tantos graus e ir para trás, revirar a direção, pra frente, pra trás, retrovisor, direção, paciência, cuidadinho, marcha ré. é, eu sou capaz, vamos lá.

BIIIIIIIIIIII BIIIIIIIIIIIII (isso foi uma buzina, ok?).

- boooora, desenrola! não, pra esquerda! pra frente, minha senhora! vaaai, pra esqueerda. não, aai meu deeeus! (biiii, biiii). PERAÍ QUE QUEM TÁ DIRIGINDO É UMA MULHER (sim, ele gritou isso pro carro que tava atrás esperando ¬ ¬)! desenrola! tirou carteira onde? minha senhora, desenrole pro outro lado! assim não! deixe ele fazer a baliza pra senhora, tá vendo não que os carros tão esperando? (biiii, biiiiiiiiiii)...

- eeer, ok, moço, pode fazer a baliza pra mim.

depois de mais ou menos 14 segundos...

- tá aqui o seu comprovante de pagamento. a gente tá cobrando antes..

- 10 reais?? (ai meu deuus.. ai meu dinheirinho)... ok, moço, tá aqui. obrigado, viu?


(que ele não arranhe meu carrinho... que ele não arranhe meu carrinho...)

terça-feira, 26 de outubro de 2010

tem gente que é compulsiva...

por sapatos. tem milhares de pares no armário mas mesmo assim ainda precisa comprar mais e mais. até se dar (ou não) por satisfeita.

tem gente que tem compulsão por livros e cds. existem coleções e coleções na preteleiras, mas sempre cabe mais um.

gente que a maior compulsão é por roupa. lingerie. maquiagem. tem de tudo. chocolate. eletrônicos.

a compulsão da minha mãe é tapaué.
a sua mais nova aquisição é um tapaué em formato de sanduiche de pão de forma.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

e por falar em pérolas...

ok, ninguém aqui falou em pérolas, mas tudo bem. enfim...

teteia trabalha numa escola como corretora ortográfica [sim, minha irmã é inteligente]. e tem uma galera que trabalha com ela que digita as coisas que os professores mandam e dá pra ela corrigir.

daí que hoje um cidadão digitou uma ficha cujo título era o seguinte: VAQUEIROS E ÍNDIOS: CONFLITOS.

até aí tudo bem..

mas..

então...

não foi exatamente isso que ele digitou.

ele digitou:

VAQUEIROS E ÍNDIOS: CONFEITOS


HAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
HAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHHA
AHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHA

EU SIDIVIRTO

terça-feira, 19 de outubro de 2010

a mulher da pipoca

certa vez subi em um ônibus [pra variar].. daí sentei na janela e uma senhorinha depois chegou e sentou do meu lado. muito simpática ela. logo após subiu um moçoilo e sentou do outro lado do corredor na altura onde nós estávamos sentadas. ele estava com um pacotinho de pipoca. ela, nem um pouco descarada, chamou ele: -psssiiiu! bote um pouquinho aqui na minha mão!

hahahahahahaahaha. eu me virei pro outro lado e comecei a rir silenciosamente. relatei essa história pra teteia. ela achou engraçado e nos divertimos.

daí aaaaaaaaaaanos depois chega teteia e me diz:

- menina! e uma vez que eu tava no ônibus e uma senhorinha pediu pipoca pra um desconhecido. ela disse: bote um poquinho aqui na minha mão.

- eeer, teteia? quem presenciou essa cena fui eu e te contei.

- ah, foi!

cri.. cri.. cri..

eu tenho uma teoria...

na verdade são 3. a teoria 2 é de teteia, mas é como se fosse minha. =D

teoria número 1:
o último sushi é o que enche

um hum. isso mesmo. você vai a um rodízio. come horroooooores e não fica cheio. conversa, bate um papinho e sempre rola aquela hora: "vou pegar o meu último prato pra fazer valer o preço que eu tô pagando". aí nego vai lá, coloca apenas alguns sushis no prato, daqueles favoritos só pra ser feliz. come. mas o úúúúltimo, minha gente, o último simplesmente NÃO ENTRA! é uma coisa. você fica triste porque sempre acaba tendo que engolir a todo custo. a minha solução é: sempre deixe o último no prato e pague os 2 reais do sushi desperdiçado. assim, você não volta pra casa com a sensação que vai estourar a qualquer momento.

ps- essa teoria também vale para pizzas.



teoria número 2:
trombadinha não usa óculos

você já viu algum moleque desses que assaltam parada de ônibus que use óculos? algum trombadinha quatro olhos que puxa bolsas de senhorinhas no centro da cidade e sai correndo? não existe! portanto, se você estiver as 2 da manhã vagando por aí com uma maleta cheia de dinheiro, com 3 celulares, tênis ultra moderno-da-moda, um rolex, e tiver nego mal encarado, cara de marginal e de óculos te encarando e te seguindo, não se preocupe: ele é bonzinho.



teoria número 3:
quanto mais velho, melhor é o abridor de lata

sim, quem não tem (ou já teve) em casa um abridor de lata daquele beeem velhinho e enferrujado? se tiver ainda, NÃO JOGUE FORA. ele sim que abre bem uma lata. faça o teste. você não precisa colocar todas as forças que você tem no universo pra tentar abrir uma lata de leite moça. e também não precisa cortar a mão na tentativa de abrir a uma mísera latinha de ervilha. é caso de amor. sério: eu coração abridor de lata enferrujado.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

maraca

ão ão ão
munirah tem peitão
oca oca oca
juliana é uma louca
ia ia ia
comassim isso não é uma padaria?
orno orno orno
preciso dizer quem é corno?
ágado ágado ágado
eu não gosto de rimas

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

eu tenho, você não teeeem

- que demora
- pra quê, minha irmã?
- pra chegar o kit de tapete de banheiro que eu comprei pela internet

cri... cri... cri...

- TU COMPROU O QUÊ??
- um kit de tapete de banheiro! troquei por pontos do banco do brasil
- kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

e foi assim que eu descobri que no site do banco do brasil dava pra trocar pontos por prêmios. a digníssima teteia, antes de fazer aquela PALHAÇADA com o banheiro [vide 3 posts atrás], trocou seus pontos acumulados por um kit de tapete de joaninha e sugeriu que eu fizesse o mesmo.

poxa, que legal! eu tenho pontos! muitos pontos! posso comprar o mundo [ok, não tantos pontos assim, mas dá pra alguns prêmios legais]. entrei no site do banco e abri os sites cadastrados onde eu poderia realizar essa troca. vi altas coisinhas interessantes, como caixa de som pra computador, porta cd, vários dvds, patati patatá [que é blá blá blá em francês. sim, sou cultura].. mas a merda (ou não) foi que teteia estava do meu lado enquanto eu pesquisava e ficava sempre dando opiniões e buzinando no meu ouvido que eu tinha que comprar algo para casa, já que ela tinha feito isso.

entramos no site do globomarcas.com. não tinha grandes coisas, mas eis que nos deparamos com ela: UMA CANECA DO LOURO JOSÉ! comassim, minha gente? quem no mundo inteiro do universo compra uma caneca do louro josé???? nããão, teteia.. eu não vou disperdiçar meus pontos com uma caneca do louro josé. só porque ela vem com o papagaio em alto relevo assim, saindo pela caneca e tem escrito o nome 'louro josé' em comic sans? e só porque eu adoro canecas? nããão.. peraí, jamaaais! que patético.. nãããão.. ou sim? será? aaiiin, seráá? hahahah que engraçado! é, eu vou comprar!!







e agora ela tá aqui. linda e caneca. =D
morra de inveja!


sexta-feira, 1 de outubro de 2010

raiva mega uper power gigante pei pei mortal

é.

é isso que eu sinto da minha irmã às vezes. sim, a teteia [só tenho ela de irmã].
bom, quem tem irmãos sabe exatamente do que eu estou falando. parece que uma raiva que você teria assim, de leve, consegue se multiplicar pelo infinito e além só pelo fato da pessoa que está envolvida é seu(sua) irmão(irmona).

a raiva power em questão foi há algum tempo, mas como eu estava um pouco afastada dessa vida bloguística, não escrevi. mas agora me inspirei. então, voltando.. vejam bem.. temos na nossa casa 3 banheiros. 1 da suíte da minha mãe, 1 do corredor e 1 do quarto das domésticas inexistentes. fato é que o banheiro do corredor é de uso geral, ou seja, meu e dela. tudo bem que eu não sou uma pessoa que oooooh como cuido, varro, lavo, enfeito.. enfim.. mas nada, eu disse, nada, repito, NADA justifica o que ela fez comigo.

o tampo da privadinha (sim, eu uso diminutivos) estava quebrado. e como uma boa e prendada dona de casa, a queridíssima senhora minha irmã resolveu comprar um tampo novo. rosa. é. rosa. ah, mas já que comprou um tampo rosa, ela teve que comprar um conjuntinho de tapetes rosa [isso inclui tapete do chuveiro, o que fica embaixo da privada e a capinha que forra o tampo. detalhe: TUDO EM PELÚCIA!!!] gentes, tenham medo do meu banheiro. sério.

e claaaro que não era só isso. sento eu no trono para fazer meus afazeres (an? an?), começo a reparar no ambiente: porta escova de dentes: rosa. saboneteira: rosa. toalha de rosto: adivinhem? rosa. lixeiro: humm.. rosa! gente, eu tava dentro do banheiro da barbie. minha vista doiaa!! abaixei a cabeça, olhei pro lado e desacreditei: ATÉ A PORRA DO ESFREGÃO DE LIMPAR PRIVADA TÁ LÁ, SORRINDO E DIZENDO: OI, EU SOU ROSA!!

aaaaaaaahhhhhhhhhhhhrrrrrrrrrrghhhhhhhh

puta que o pariu. eu tinha que me vingar. é questão de honra.
havia um detalhe que estava a meu favor: a descarga estava quebrada e está terminantemente proibido fazer o número 2 nesse banheiro. daíííí, eu tremendo de raiva e ódio no coração, fiz uma plaquinha com um enorme cocô feio com uma bola vermelha cortada com um traço querendo dizer proibido. pronto. agora ela vai ter muita raiva de mim porque coloquei uma foto de um cocô no banheirinho fruqui fruqui dela. ela vai me odiar. re re re.. minha vingança é maligna! muahahaha..


quando ela vê aquilo.. chega pra mim e diz:
hahahahahahah muito booom! adoreeei!

¬¬

droga.

#vingança_fail

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

pois então...

fai um tempo que eu não posto aqui devido à minha nova vida de trabalhadora que acorda cedo [muito cedo] pra pegar ônibus lotado [muito lotado] e chega em casa tarde [beem tarde] depois de pegar trânsito [uper mega trânsito] na conde da boa vista, agamenon, boa viagem e piedade. ai ai.

entããão.. não tenho nada pra falar. estou desassuntada.

só vim mesmo pra fazer algumas considerações:

1- teteia chegou hoje! =D iuuupiii!! ebaaa! isquindolelê!
daí daí daí ela me trouxe um conjuntinho com uma xícara, um pratinho e um prato de papa (não, eu não como papa) do bob esponja! ahuuahuhaa tããão feliz.

2- a minha vida de vagabunda acabou. por isso, leitores queridos assíduos, não esperem um post todos os dias. sempre que eu conseguir eu venho aqui e dou o ar da minha graça.

3- pra quem não sabe, eu estou trabalhando num escritório de design que fica no recife antigo. minha sala é hiper fria e eu fico bem embaixo do ar condicionado. então, preciso providenciar algumas coisas: um capacete para atravessar aquela ponte cheia de vento sem me descabelar toda vez que eu passo por ela; um par de luvas para minhas unhas não ficarem roxas para sempre; um travesseiro daqueles de avião pra eu ir dormindo no ônibus (claro, quando eu não estiver em pé); um analista pois descobri que eu me chamo marcela.

4- dilma é muito feia.

5- estou com sono. nem são 10 e meia ainda e eu já vou dormir. adeuZinho com Z.

domingo, 1 de agosto de 2010

receita de pudim de chocolate


ingredientes:
- poliuretano expandido
- cola plástica (black solda)
- tinta acrílica branca
- sprayzinho marrom
- resina epóxi

modo de preparo:
tu pega um taco de poliuretano, lixa lixa lixa lixa lixa até ficar com o formato do pudim, aí tu lixa lixa lixa mais um pouquinho. aí passa resina. aí depois passa uma camada de black solda. aí lixa lixa lixa lixa lixa. quando tu não tiver mais dedo, passa outra camada de black solda. novamente de novo lixa lixa lixa lixa. aí passa a tinta, o spray e uma camadchenha de resina com tingimento pra fazer a cobertura.

cuidado: não é de comer. se controle.

sábado, 31 de julho de 2010

bomdiaêêêêêêê

é meio que essencial que todo e qualquer amigo meu já tenha recebido um bomdiaê da minha pessoa. como também é de extrema importância que todo e qualquer amigo meu já tenha provado do meu shok shok. e também ter me ouvido contar uma piada super engraçada pelo telefone... são partes de mim. não consigo ser diferente. bom, mas tudo isso fica pra depois. falemos do bomdiaê.

o bomdiaê, como todos sabem (ou deveriam saber, insisto) é uma estratégia diferente e descolada para acordar alguém alegremente. existe toda uma técnica de pulo [na verdade eu nunca aplico técnica alguma porque sempre acabo machucando alguém com a minha delicadeza de elefante]. é basicamente assim: a uns 2 metros de distância, você avista seu alvo dorminte e grita: bomdiaêêêêêêêêê! a pessoa vai se assustar e quando ela se virar pra saber quem foi o infeliz que a acordou com um grito monstro, você dá um pulão em cima dela [ainda gritando ...êêêêêê].

claro que existe algumas consequências, como quebrar a cama, bater a cabeça na parede, chutar partes íntimas da pessoa, cotovelar o rosto, arrancar um dente... mas aí é que está a graça: o que seria da vida sem os perigos, não é mesmo, minha gente?

tudo depende da técnica

quarta-feira, 28 de julho de 2010

vem, neném!

na realidade, o nome desse post seria: "eu já estou indo pra lá!", porém, já existe um post com esse nome, então fica o do neném mesmo....
a pessoa que vos escreve se encontra em lisboa, ó pá!
terra maravilhosa de meu deus!!!! e se torna ainda melhor pelas atrações culturais que oferece:
-concertos de música clássica com a orquestra juvenil da china (e eu estive lá!), encantadores fados portugueses pra quem tem saco de escutar (também tive a oportunidade de frequentar um bar típico de fado. entrei e saí, claro!) e outras não tão importantes atrações como............. como.............. como.......................................

a banda do marido de KARLLA PEREZ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! levanta a mão quem se lembra de XANDDY e cia???????? eu muito levanto a mão!!!!!!!!!!
e quando imaginei que o conjunto musical do vocalista rebolante havia sumido do mapa, me deparo com um grande equívoco do meu pensamento!!!!
eles estão a pleno vapor em tour pelo continente mais rico e requintado do mundo!!!
começaram pela itália (ó senhor!) e terminam aqui em portugal!!!
acho que já vou começar a me aquecer pra requebrar as cadeiras e terminar com dignidade a minha visita à terra do galo de barcelos!!!

terça-feira, 27 de julho de 2010

minha geladeira

parei para analisar a minha geladeira. o que deveria ser um eletro doméstico que fica parado no meio da minha cozinha guardando as delícias da minha vida, de repente se tornou um objeto de análise e, diga-se de passagem, muito engraçado. não a geladeira em si, já que ela é como qualquer outra que tem a função de refrigerar os alimentos. mas olhando com cuidadinho, eu percebi que ela tem pequenas peculiaridades que a torna digna de muita graça.

primeiro de tudo: os pinguins. acho assim, toda geladeira que se preze deve necessariamente conter pinguins. independentemente de onde estejam localizados (geralmente ficam em cima). eles podem ser feitos de biscuit, de plástico ou de massinha de modelar, tanto faz. o resultado final é o mesmo. os meus pinguins são feitos de ímã e são simpatissíssimos. são 4. jorge e alfredo (irmãos gêmeos), glauber e o do chapéu. só porque o do chapéu tem um chapéu, eu não dei nome a ele. e não me perguntem o porquê. não dei e pronto. a função inicial deles era de prender a tabelinha da copa. 1 em cada ponta. mas a copa acabou e agora eles estão descansando.

falando ainda da áera externa da gela, encontrei coisas interessantíssimas:
- 1 papel com os horários da um academia que ninguém jamais frequentou
- 1 vale shok shok usado
- alguns adesivos com dizeres estimulantes. um deles diz assim: você está péssimo, mas já te vi pior. e outro do garfield: eu gostaria mais das manhãs se elas começassem mais tarde.
- o telefone do sr manoel (quem?) escrito em piloto verde que não serve pra nada pois só tem 7 dígitos, e ninguém tem coragem de apagar.
- vários ímãs com propagandas de comidas delivery, o que é uma injúria pois ninguém nunca pede porque aqui em casa é tudo liso.

abrindo [bem devagar para ver a luzinha se acender] estão os ovos. são fantásticos: eles dão bom dia! é. sério. é muito feliz. basta apenas uma canetinha de cd e voalá. eles podem mandar qualquer mensagem para aquele que abre a geladeira. os meus dão bom dia porque são educados.

brownies. muitos brownies. ai jesus. isso não é legal. quer dizer, é. mas não é. sacumé? tem mooontes deles que estão perto de vencer, aí o padrasto musculoso não pode vender. aí sobra pra quem? pra euzinha, lógico. a tática perfeita para que ele fique no ponto ideal de gostosura e começão é colocar 14 segundos no micro-ondas. per-di-ção.

as garrafas d'água são uma vergonha. a gente tem um gelágua. moderno, né? seria, se funcionasse. mas desde o dia que ele quebrou da vigésima quarta vez, a gente resolveu aposentar o bichinho e encher garrafas e colocar a água pra gelar na geladeira mesmo. só que as garrafas são de coca-cola. hahahaa super breeega e pobre. ixe, acabei de perceber que uma delas ainda tá com o rótulo (ok, agora estou com vergonha, vou lá tirar).

pronto. tirei. voltando a lista:
- muitos catchups e maioneses de sachê que ninguém usa, já que tem embalagens grande desses mantimentos que são mais práticas de usar.
- 1 ice que tá lá desde o meu aniversário e que eu não tinha ideia de quem era, mas descobri essa semana que é de chuchu [acho que vou beber pra ficar doidona].
- o bom e velho queijo de copo que não pode faltar.
- outras coisitas mais que não são muito apetitosas.

quando eu abro o congelador é qua a raiva sobe: tem 2 copos com água mineral dentro que a galera aqui insiste em congelar e eu insisto (sem querer, claro) em derrubar e espalhar a água toda vez que eu vou pegar qualquer coisa. ai que inferno.

pronto, de resto não tem mais nada a ser mencionado. já que ela quase sempre anda meio vazia. e como diz aquele velho ditado (by minha tia): a minha geladeira é farta: farta tudo.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

a galera parece que tem medo de candeias

só porque pra chegar aqui é preciso pegar 1 ônibus, 3 integrações, 1 metrô, 2 transportes alternativos e um barco não quer dizer que escondeias fique longe. galera, eu faço esse percurso todos os dias e quase nunca chego atrasada nos cantos. é preciso só um pouquinho de boa vontade, 1 mp3 carregado, 1 livro, 1 travesseiro portátil, 2 pacotes de treloso e um sorriso na cara :D

sexta-feira, 23 de julho de 2010

guitar hero

é muito engraçado.
pera, pera.. deixa eu dizer de novo: é super muito mega engraçado!
hahahahahaha

foi primeira vez na minha vida inteira do universo que eu parei pra jogar esse tal de guitar hero. no computador mesmo. não sei porquê mas deu vontade. hoje eu abri um sitezinho ai qualquer de jogos online pra jogar um joguinho de escape que eu sou viciada. aí tava lá, o anúncio me chamando: super crazy guitar maniac deluxe 3. bonito o nome, né? e a chamada: vire um astro de rock. legaaaal. é isso o que eu quero, virar uma estrela do rock. me convenceu.

cliquei no jogo. demorou horrores pra carregar. vixe, deve ser pesadão, mas não tô fazendo nada mesmo, eu espero. start rockin'! rá! claro que escolhi o nível fácil. vamo lá. preparei a cena: despluguei o teclado e conectei ele pra fora da mesa, assim ficou mais fácil de segurar como se fosse uma guitarra mesmo (e também fiquei com mais cara de doida-nerd)! e comecei a jogar. eita.. hahahaha.. que escroto. apareceu um bonequinho de palito que segura uma guitarra que fica tocando enquanto eu tô jogando.

o jogo é de uma imbecilidade gigante, mas muuuito divertido. não sei se é porque o bonequinho mago de palito vai deitando no chão a medida que eu vou acertando mais pontos, ou se é porque um cara fica falando "not baaad" com voz de sedutor quando eu acerto uma sequência grande de teclas, ou se é porque eu pareço uma retardada balançando a cabeça quem nem lagartixa pra entrar no ritmo da música.

aí comentando com um amigo meu que tava jogando guitar hero online, ele prontamente me perguntou: e tu sabe lá jogar essas coisas? claro que não sei, que pergunta! mas eu tô evoluindo, já ganhei até uma estrelinha de prata! manu rocks! [literalmente]

agora dá licença que eu vou jogar high school band, a banda das garotas da escola
beijos

não perguntem a teteia quem é belén estéban

olha o que ela responde:

' -ti prenderò ballando says:
essa belén estéban é a atração aqui da espanha, visse
tipo
ela era namorada de um toureiro famoso aqui
aí eles terminaram e ela foi nas tvs meter o pau nele
resultado: uma tv bem baixa daqui contratou ela
e ela é paga pra brigar na televisão
todo santo dia, pô, passa um programa uó
de baixaria mesmo
a galera vai pra brigar um com o outro
tipo márcia, casos de família
e essa belén tá SEMPRE nesse programa
ela é suuuuuuuuuuuuuper famosa aqui
a gente assiste não
mas aqui não tem o que assistir
aí ficamos passando os canais
e esse programa passa praticamente o dia inteiro
aí não tem como não ver
mas tipo
os programas aqui são tudo uma cópia
tem um que é aquele "nada além da verdade"
tb tem uma imitação de CQC
tem uns engraçados
mas tem outros que pelamordedeus
de manhã passa um estilo ana hickman
o povo dança, cozinha e fala da vida do povo
de madrugada é lasca
em um canal é a mulher botando tarô pros tabacudos que ligam
em outro é tipo aqueles programas da rede tv... tem um caça-palavras e a pessoa tem que descobrir a palavra oculta
detalhe: eles NUNCA dizem a resposta
outro dia liguei nesse programa de meia noite e de duas da manhã ainda não tinham dito a resposta
e o povo ligando
e são sempre "as últimas ligações"
que raiva
tem um que é um tribunal
vão duas pessoas com casos super sem noção pro juiz resolver
o de ontem foi uma mãe e uma filha
a mãe queria expulsar a filha de casa pq ela não a deu um neto
outro foi duas vizinhas que se odiavam
uma delas foi no programa tentar fazer as pazes
aí ofereceu um churrasco pra outra
no final perguntou: "estava bom o churrasco?"
aí a vizinha: "sim, estava. muito obrigada!"
aí a outra: "pois foi churrasco DO SEU GATO!!!"
uhauhaHUhAuhuAHUhhuhuhaushuahsuhauhHUAHSUSAHHAUAHUAHAuhauhaHUhAuhuAHUhhuhuhaushuahsuhauhHUAHSUSAHHAUAHUAHAuhauhaHUhAuhuAHUhhuhuhaushuahsuhauhHUAHSUSAHHAUAHUAHAuhauhaHUhAuhuAHUhhuhuhaushuahsuhauhHUAHSUSAHHAUAHUAHAuhauhaHUhAuhuAHUhhuhuhaushuahsuhauhHUAHSUSAHHAUAHUAHAuhauhaHUhAuhuAHUhhuhuhaushuahsuhauhHUAHSUSAHHAUAHUAHAuhauhaHUhAuhuAHUhhuhuhaushuahsuhauhHUAHSUSAHHAUAHUAHAuhauhaHUhAuhuAHUhhuhuhaushuah

... e ela continua falando...

quarta-feira, 21 de julho de 2010

agora eu tô assim: pode me chamar que eu vou

- manu, vamos à praia?
- siiiim!
- manu, vamos andar pelo centro da cidade no sol quente em pleno meio dia?
- siiiim!
- manu, vamos passar 5 horas na fila do banco pra pagar uma conta?
- siiiim!
- manu, vamos contar quantos carros vermelhos passam na agamenon magalhães durante o dia inteiro?
- siiiiim!
- manu, vamos enxugar gelo?
- siiiim!

e por aí vai.. tô topando tudo..
enfim [lê-se 'anfan' porque é em francês, mais chique], estava eu hoje assistindo novela (sim, estava) e uma miguxinha e um miguxinho me chamaram pra comer mc donalds! claro que eu vou, que pergunta. apoi a gente foi.

foi joinha joinha (alguém ainda usa essa expressão?). a parte triste foi que a promoção do cheddar a 5 reais acabou. tive que pegar o chicken alguma coisa que tava na promoção por 4 reais [ok, sou pobre]. aí beleza, a gente comeu e se divertiu de montão. me diverti a valer também na maquininha de pegar catchup. cara, aquilo é fantástico: você coloca um potinho de papel em baixo, faz ploft na alavancazinha de cima e pimba! a meleca vermelha cai dentro do potinho fazendo barulhos estranhos! é muito legal! viciante, eu diria. bota o potinho, ploft, catchup. bota o potinho, ploft, catchup. genial! hahahahaa

mas voltando, éramos 4: eu, chuchu, paixão e shrek, como você, caro leitor, pode ver na foto [paixão não aparece porque ele era o retratista]


todos muito pops e bem relacionados. shrek era o mais pop de todos, logicamente. conhecia todo mundo, falava com todo mundo. eu encontrei um colega meu de escola. paixão encontrou um colega dele de num sei onde. e carol, pra não se sentir por baixo e sem amigos, quando nós fomos embora, foi dar um abraço na atendente e mandar lembraças a família. ela também tem direito de ter amigos dentro daquela loja, poxa.

terça-feira, 20 de julho de 2010

mais que irmãs

desculpa, juba, substituir esse seu post tão interessante e inspirador (tenho certeza de que ainda haverá alguém que se habilitará a lê-lo todo), mas o motivo dessa minha invasão aqui é especial....

pros mais desavisados, vou logo avisando... hoje é dia da AMIZADE!!! pra muitos, uma data que passa em branco... pra mim também, às vezes, não fossem alguns amigos que sempre deixam mensagens lembrando deste dia.
pois bem.... resolvi comemorar o dia do amigo este ano!
-"comemorar como?", vocês me perguntam!
simples... comemorar escrevendo algumas palavrinhas que não costumam ser ditas, porém, quem receberá essas palavras normalmente não precisa ouvi-las o tempo todo.

pra quem leu o título do post, já sabe de quem eu vou falar.
ah... vale lembrar que aqui quem escreve é a teteia, e não a irmã, a autora do blog.
hoje, dia 20 de julho, como bem sabem pelo fato de eu já tê-los lembrado (ou informado), é o DIA DA AMIZADE, e não existe ninguém melhor pra representar a figura de um verdadeiro amigo do que a minha própria irmã.
já diriam essas frases clichês que circulam pela internet e em agendas da capricho: "amigos são os irmãos que escolhemos ter"!
certo! e os irmãos, o que são? muitas vezes são os nossos calos, os nossos motivos de raiva e de vontade de sair de casa logo, mas no meu (aliás, nosso) caso não!
minha irmã, pra mim, é mais do que uma irmã... (se é que isso é possível!)
ela é parte de mim mesma, essencial na minha existência e, de certa forma, meu alicerce, meu porto seguro....
alguns mil quilômetros de distância nos separam neste momento e pude comprovar que minha vida sem ela não seria vida... TUDO aqui me faz lembrar dela... a mesma falta que ela deve estar sentindo de mim eu sinto dela, porque somos acostumadas a compartilhar tudo, a rir juntas, a viver juntas.... olho ao meu redor e, apesar de estar aproveitando muito a viagem, algo me falta e esse algo é ela!
então, queria aproveitar a oportunidade pra relembrá-la o quanto ela é especial pra mim e o quanto a minha vida é infinitamente melhor quando ela tá perto!!!
dizem que só se conhece o amor verdadeiro quando se tem um filho. eu descordo!
acredito que o amor entre irmãs também pode ser considerado uma das maiores manifestações de amor e carinho que a natureza nos concede!

irmã,
obrigada por existir e por ser MINHA irmã!

o carro da foto já mandei pra tu via sedex.
a cor tá do teu agrado?

segunda-feira, 19 de julho de 2010

metodologia para comer confeti

Uhu!

Sou a primeira convidada de honra do Então, Tetéia! Sim, percebam que esta que vos fala não é a Manu porque eu, na verdade, utilizo a tecla Shift para usar letras maiúsculas. Eu também acentuo as palavras. Pois é, aqui quem fala é a Juba.

Oquei, eu não fui convidada, eu me convidei. O que não impede que eu seja uma convidada. Enfim. E eu também não vou ficar aqui falando com Tetéia, não. Tetéia tá arrasando na Espanha, tem mais o que fazer do que ficar lendo as besteiras que eu (e Manu) vou falar por aqui.

Manu falou da Coca Cola, eu fiquei com invejinha. Foi bem escritinho, não foi? Foi. ^^ Aí vou falar de outra coisa legal e tão banal quanto: Confeti. O chocolate.

Veja bem, eu geralmente não sou uma pessoa tão organizada, mas, pra mim, comer Confeti envolve toda uma metodologia. Já começa na seleção. Quando as pessoas me vêm com uma caixa de chocolates da Lacta e me dizem: Escolhe um pra você, eu já acho uma puta pirangagem. UM?! Aí eu pego o Confeti. É um que vale por um bocado, não é mesmo? Vem mais chocolate numa embalagem de Confeti do que nas dos outros chocolates, e isso por si só já é uma vantagem.
Só que não é assim, pegar e comer. Há um método muito específico. Seguem a sequência e as imagens para facilitar o entendimento.


1. Separar todas as cores.











2. Comer os chocolates da cor mais numerosa, da maior para a menor, até que todas as cores tenham a mesma quantidade de chocolates. Mas não uma cor toda de uma vez, e sim alternadamente.










3. Para comer, pôr na boca até o corante dissolver, deixando a parte branca, aquela casquinha. Arrancar a casquinha da parte de cima e comer só ela, depois o resto.

4. Quando todos as cores estiverem com os mesmos números, separar os vermelhos, amarelos e verdes.










5. Comer as outras cores. Para fazer isso, pode-se utilizar uma sub-metodologia. Eu geralmente começo pelas marrons, só porque é a cor mais sem-graça. Aí pode-se seguir pela sequência do círculo cromático, ou revesar em uma ordem pré-determinada.















6. Com as verdes, vermelhas e amarelas, montar sinais de trânsito. Lembre-se, vermelho em cima, amarelo no meio e verde embaixo. Ir comendo as sequências, do vermelho para o verde, para abrir os sinais de trânsito.











> Quando o último Confetti verde tiver sido comido, o céu da boca vai estar todo lascado. A língua também.
> A mesma meodologia se aplica para Smarties e MM's.

Pronto. Agora, além de você saber a forma correta de se comer esse tipo de chocolate, você também deve achar que eu sou completamente louca e pedindo por favor pra Manu voltar a escrever. Prometo que ela volta. Mas não me leve a mal, é sábado à noite e a gente não tem o que fazer.

No meu blog eu sou menos o ó: www.julianasauve.blogspot.com. Sim, eu faço merchand de graça no blog de Manu.

Bom Confeti!
=D


---

nota da autora do blog: ju comprou um pacote de confeti edição especial do homem aranha essa semana. só vieram bolinhas vermelhas e azuis!! hahahahahahahahahaha

domingo, 18 de julho de 2010

fig 2010

é com essa rima super rimante que eu começo esse post: aca aca aca meu irmão é super legal. é, falemos da legaldade do meu irmão (aqueeele, o dono da comunidade "eu odeio o palhaço chocolate"): meu irmão é super bacana, super 10, super jóia, super divertido, super maneiro e super legal. além de lindo-tesão-bonito-e-gostosão, claro. não estou nem um pouco sendo pressionada a escrever isso tudo, é absolutamente totalmente voluntário. mas por quê eu tô derramando esse mar de elogios? porque ele me proporcionou uma ótima noite no festival de inverno de garanhuns.

tudo começou assim: estava eu, triste e infeliz num sábado a tarde sem fazer nada, abandonada por todas as pessoas do mundo inteiro. a viagem que eu tinha programado com uma galerosidade aí qualquer tinha miado. e eu estava lisa lisa. daí o telefone toca: triiiiiim (mentira, meu telefone não toca trim, ele toca turi turu turi turu...). aí eu antendo: alô? aí meu adorado irmão do outro lado da linha pergunta: manu tu vai pro fig? ok, não vou reproduzir a conversa inteira, apenas resumir que ele me convidou (mentira, ele disse que ia e eu implorei, insisti e chorei pra ir, né diguinho?) pra ir junto com ele e a namorada [uma louca que escreve de cabeça pra baixo]. foi tipo assim, tu-tem-10-minutos-pra-sair-de-casa-se-arruma. beleza. deixa eu levar paula laura? deixo, vai logo, corre, avoa.

aí pronto, a gente fumos. a viagem foi massa. os shows que nós vimos foram: banco imobiliário de aracaju e iscanqueee. mas o melhor de lá foi: oi-tudo-bom-eu-sou-vip-beijos. é, isso mermo. eu sou vip. desde pequenininha. usei as minhas influências para entrar no camarote e comer e beber e badalar e interagir com os globais. tudo de graça. sim, eu arraso. lá de cima eu vi algumas pessoas conhecidas e distribui tchauzinhos tal qual uma miss brasil (a música 'os estados brasileeeiros' ecoava no meu ouvido, não sei porque).




e o mais engraçado foi eu paquerando lá de cima com um gatinho da ralé lá de baixo [veja bem, ele não é cafuçu, só pra deixar claro]. aí ele fazia gestinhos com a mão do tipo: coraçãozinho, bjomeliga, desce. e eu respondia: coraçãozinho, bjomeliga, sobe. muahahah.. an? an? sobe! sacaram? kkkkkkk... ai ai como é bom ser rica e esnobar os pobres.

resumindo. os shows foram super muito massa. as companhias foram agradabilíssimas (eu sei usar o aumentativo da palavra agradável). e no final de tudo isso eu só gastei, eeer... a coxinha do rei das coxinhas. rá

sexta-feira, 16 de julho de 2010

conversa entre dois amigos

- meu cabelo tá tão grande que me disseram que eu estava paracendo o mufasa
- hahaha.. foi? quem te disse isso?
- aaah... fui eu mesmo.


*mufasa: leão do filme rei leão

quinta-feira, 15 de julho de 2010

a encomenda da teteia

pois então, teteia me deu a super missão de ficar responsável em pagar as contas dela enquanto ela estivesse nas oropa [a propósito, pai? tá me lendo? cadê os 70 conto que tu ficou de dar a ela? preciso pagar a fatura do cartão que chegou essa semana]. e claro que eu preciso monitorar as cartas que chegam para ela, né?!

daí ontem chegou um pacote numa embalagem branca e leve.. remetente: comprafacil.com. que diaxo seria isso? até onde eu saiba, ela não estava esperando nenhuma encomenda. mas não vou abrir, não é mesmo? mas encucada do jeito que eu estava, deixei um recadinho para a dita cuja perguntando se eu podia abrir (ainda bem que curiosidade não mata, e nem engorda!)

na verdade, eu estava imaginando que era alface em potinho que ela tinha comprado pela internet nessas lojas de produtos naturebas. coisas de teteia. mas no mês passado tinha havido um problema entre a empresa e os correios. resumindo: a encomenda não chegou e teteia, depois de escândalos, barracos e confusões a valer, cancelou a compra e foi ressarcida [que palavra linda! primeira vez que eu uso, e detalhe: corretamente. fui no google e eu escrevi certo!]. daí a história acabou. fim.

mas ai pronto. tudo se encaixava. a empresa natureba quis se redimir com a minha irmanzinha e mandou pra ela o alface em potinho assim mesmo, para reconquistar a cliente. e hoje de manhã, ela me autorizou, por msn, a abrir a encomenda, pois também estava curiosa.

eis que eu abro e vejo um presente com os seguintes dizeres em um bilhetinho: parabéns! a itaucard tem um presente para você: uma camisa oficial da seleção brasileira.

metros de "kkkkkkk" no msn.

terça-feira, 13 de julho de 2010

oba-eu-já-estou-indo-para-lá

alô, garotada!!

tem coisa mais irritante do que aquela propaganda super serelepe do palhaço chocolate convidando as (infelizes) criancinhas a comparecerem aos seus shows no parque treze de maio ou no teatro waldemar de oliveira ou no complexo de salgadinho ou na praça de eventos da muribeca? NÃO, não tem!

compartilho do ódio terminantemente mortal (em menor escala, tenho certeza) que os meus irmãos [teteia, vocês já conhecem, a musa inspiradora desse blog e rodrigo (pois zé, eu tenho um irmão, que por sinal é o meu mais novo empresário/promoter)] sentem por essa criatura abominável que é o palhaço chocolate. pra vocês terem ideia (sem acento) da dimensão do ódio, meu empresário criou uma comunidade de sucesso [204 pessoas atualmente] chamada "eu odeio o palhaço chocolate" [e quem chamar de comunidade falida vai tropeçar numa casca de banana e cair no chão]. lá, vocês poderão ler relatos de traumas da infância das nossas crianças e hoje adultos, poderão compartilhar suas experiências e conhecer um pouco mais das babaquices que esse palhacinho aprontou por aí durante esses anos e anos (e anos, e anos, e anos.. aff!!).

pois então. merchandising a parte, vamos ao que interessa: acabei de ver uma propaganda dessa e juro que me deu vontade de ir para lá (é onde mesmo?) jogar ovos na cabeça dele, jogar também tinta verde [é, verde], tomates e bolas d'água. acho que ia fazer um favor para todas as pessoas do mundo inteiro (huum... do recife). eu ia ser louvacionada, eu ia sair em todas as revistas e jornais da cidade como a heroína, eu ia ganhar fama e sucesso. eu ia ser muito requisitada e rica. muito rica! eu ia concretizar sonhos de toda uma geração que era obrigada a assistir ao chocolate baby ou ao hipopocaré o rei da galhofa ou aos 3 porquinhos.

quem tá comigo?


ps- quem quiser saber o porquê do ódio que meus irmãos sentem pelo palhaço, perguntem a eles. não tirarei o prazer que eles têm em contar essa historia. mas vou avisando: é pesada. é traumática.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

16??? mas ontem eu limpava a tua bunda!

pois zé. é nessas horas que você sente que tá ficando velha e velha e velha. e digo mais: velha!

hoje é o aniversário do meu primo joão lucas, mais conhecido pela humanidade como chipa (siim, apelido muito carinhosamente posto por seus "amiguinhos" devido a uma, digamos assim, "similaridade" com um simpático chipanzé).

não faz tanto tempo assim que minha tia chegou com a notícia que ia ser mamãe. a família toda ficou muito feliz com a novidade. muito muito. a priore (adoro usar essa palavra) chipa ia se chamar carolina. claro, porque ele decidiu que ia ser homem só depois. inclusivemente titia até gravou uma fita de áudio com a gente desejando boas vindas para carolina enquanto ela tava na barriga e tudo mais. coisa mar linda, mô deus.

daí O chipa nasceu. uma bolinha, coisa gordinha, vontade de apertar, de fazer cuti cuti o dia todo, de ficar olhando e babando e babando. meu irmãozinho mais novo tava lá, tão bunitinho, tão frágil, tão babante, tão vomitante, tão cagante. e claro, a missao de dar banho e limpar a bundinha daquela criaturinha preta e fofinha era dada para nós, as trouxas de plantão.

fazia esse trabalho com o maior prazer (oi?). era como brincar de boneca. só que fedia. e não só limpar a bunda, como dar comida, buscar ele na escolinha, levar para assistir xuxa no cinema, ficar com ele a noite enquanto a mãe ia pras baladas.. enfim..

o pirralho agora me aparece maior que eu, quando eu digo maior é porque é maior meesmo. deve estar com uns 1,80m e ainda vai crescer. tá com 16 anos na cara. 16 anos! galera, se ele tá um velho desse jeito, imaginem eu?! quero brincar mais nãããão. quero o meu joão de volta, aquele mané que amassou o jacaré, aquele nego que "dançava" a dança da peneira embasbacado de vergonha da mãe, aquele bebezinho que falava "malhosa", "babãe" e "lagatixa caiu bainho".

ok, agora eu quero um sobrinho. :D
alguém me dá um?

domingo, 11 de julho de 2010

o desespero de james

mas então, estávamos eu e james lá pras 6 da noite voltando pra casa num dia belo (feio) e chuvoso felizes e saltitantes. cenário: imbiribeira. lá mermo, onde alaga, onde tem trânsito, onde a negada é estressada.. daí como um bom (péssimo) motorista que james é, ele sisqueceu de colocar gasolina. ui ui, a luzinha da reserva começou a piscar, a avisar que a gasolina tava acabando, a avisar que james era um panacão porque não encheu o tanque antes, a avisar que a gente ia ficar na rua e ter que empurrar o carro atééé algum posto, a avisar que...

-" mermããão, james. relaxe, ai, doido. o tanque reserva deve ter no mínimo uns 5 litros de gasolina. dá pra chegar em casa tranquilo". mas eu só ouvia james balbuciar: -"minha mãe vai me matar, minha mãe vai me matar.."

[hahahahaha]

ele não relaxou. tudo o que eu dizia não importava pra ele naquele momento. james era só tensão [favor não ler tesão]. ele só pensava na gasolina, ai meu deus ai meu deus, vai acabar, jesuuus me acuuuda.

por mais que eu tivesse pego o manual do carro e lesse pra ele que tinha em média uns 7 litros de reserva, ele não sossegou. tava duro feito rapaduro (an? an?) tudo o que eu dizia naquele momento ele não escutava, não dava importância:

"- james, vai dar tudo certo..."
"- ai meu deus, eu vou ficar na rua, ai meu deus..."
"- james, não se preocupe, tem gasolina suficiente..."
"- ...isso é muito tenso, ela pode acabar a qualquer momento, nunca passei por isso..."
"- james, eu tenho um segredo pra te contar: na verdade eu sou um transexual, meu nome verdadeiro é onofre batista, sou um ex-presidiário, já matei 8 pessoas esquartejadas, fugi da prisão há dois anos, eu tenho bipolaridade, a qualquer momento eu posso surtar e atacar você até a morte. também sou soro-positiva, quando eu era criança eu comia borracha, nunca assiti o advogado do diabo..."
"- ok, manu. tu acha que o próximo posto de gasolina fica na faixa da direita ou da esquerda?"
"- desisto."

ai a gente encontrou um posto ai a gente entrou no posto ai ele colocou gasolina no posto ai a gente foi pra casa. mas antes, ele parou na locadora pra devolver a "fita" que tinha alugado. tô dizendo, é um bocoió.

todo mundo olha pra mim, eu sou muito gata

é exatamente assim que eu me sinto quando estou dentro do novo uno: igual ao bebê super fofo da propaganda: "eu sou muito fofinho... todo mundo olha pra mim...". serião. as pessoas encaram. mesmo. secam, não tiram o olho, olham exaustivamente. e quem tá dentro do carro super se acha, hohohohohh.. e comigo não poderia ser diferente.

apoi eu arrumei um carro desse pra mim com direito a motorista e tudo. me pega e me deixa onde eu quiser! muahahaha. o nome do motô? james. como todo motorista deveria se chamar. james. seu sobrenome? efrem. james efrem. sonoro, né? ele também é muito gato. também é muito fofinho. todo mundo olha pra ele... mas eu deixo :D

voltando para o meu carro. o novo uno: vermelho, forte, poderoso, astuto. belo. mas, como na vida não se pode ter tudo da maneira que a gente quer, eu tive que aceitar essa cor mesmo. afinal, cavalo dado não se olha os dentes (quantas vezes na vida vocês já tiveram a oportunidade de usar essa expressão? usei pela primeira vez agora, que emoção). mas a minha vontade era um amarelão. bem ão mesmo. mas tudo bem.

da próxima vez, vou mandar meus outros motoristas particulares (paixão e precioso) me arrumarem um fusca laranjão (ou new beetle, também tá valendo).

terça-feira, 6 de julho de 2010

email de pai para filha (vulgo eu)

receita de milk shaik de ovomaltine, minha especialidade. 3 culé bem grande de ovomaltine ( SEM MISÉRIA ) 1copo de leite bem gelado e 3 bolas de sorvete de cremme.

MODO DE PREPARAR ( VAI APRENDENDO )
bota 2 culé de ovomaltine, 3 bolas de sorvete de creme, 1 copo de leite gelado bota tudo numa milxiqueteira especial que eu comprei, bate 1 minuto e depois
que tiver batido, coloca numa taça especial ( que tambem comprei) derrama calda de chocolate e depois 1 culé de ovomaltine pra da cocrancia.

tá afim de um, se tiver mi liga.

monedas, monedas!


1 EURO!
isso foi o que tive que pagar pra esse bob esponja mercerário pra posar ao lado dele....
e digo mais que era uma mulher (e toda engraçadinha, por sinal!!!)

-BOB, BOB... queremos tomar una foto!!!!
(detalhe... foram uns 5 clicks, pois minha amiga é uma óóótima fotógrafa...)
-CLARO! vengan!!!!

e ainda, enxeridamente se metendo, pergunta: "sale bien? sale bien?"
depois fico pensando: "como assim??" - ela vai SEMPRE sair com a mesma cara... pra que pergunta se a foto saiu boa????
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

ah, claro... nem pensar em ir embora sem deixar
MONEDAS, MONEDAS!
"claro, bob... ya las dejo aquí"

depois, pensando com meus botões, "deveria ter deixado só uns 2 céntimos..."

"parque del retiro" foi o cenário dessa foto, logo na entrada!
pesquisem no google o que é!! um dos lugares mais encantadores que já conheci....
mereceu até uma soneca em suas verdes e aconchegantes gramas....

ay, madrid! no quiero dejarte más!!!

saludos a todos!

yo! (la teteia)

segunda-feira, 5 de julho de 2010

comic sans está para o design assim como paulo coelho está para a literatura

claro que já usei comic sans, óbvio. quem no brasilzinho nunca usou? se você perguntar a qualquer designer qual a fonte que ele mais abomina na face da terra, não tenha dúvida: a resposta mais frequente será: comic sans. mas por quê? porque é uma fonte extremamente popular, exaustivamente usada, assim... é povão mesmo. diria que é a cafuçagem do mundo das fontes [lá vão vocês argumentarem que eu amo um cafuçu e blá blá blá.. ok, depois a gente fala sobre isso ¬¬]. tem muito nego por ai que usa comic sans a torto e a direita, em currículo, em trabalhos escolares e de faculdade, cardápios de comida mexicana, placas de não pise na grama, cartão de visitas de loja de carro, pastelaria, faixa com dizeres: sorvete de graça aqui... em todos os lugares possíveis e (in)imagináveis ela tá lá, dando o ar de sua graça, rebolando e se exibindo pra você. e além de tudo É FEIA, a bichinha (ou fui eu que não bebi demais?)

claro que já li paulo coelho, óbvio. quem no brasilzinho nunca leu? pois bem, é outro popzinho. o texto do cara é muito chato, mas o povo gosta. os livros são demasiadamente cansativos, mas o povo gosta. ele dá umas lições de moral baratas e o povo ama, aff mary! tudo que é livraria que você vá ele tá lá estampado na capa, sorrindo e saltitando pra você, ganhando milhões de dinheiros fazendo “literatura” pra massa, dando consultoria de auto-ajuda patética...

agora me respondam: quem nunca recebeu um daqueles emails entupidos de giffs animados e coloridos e piscantes, com mensagens filosóficas escritas por paulo coelho com fonte comic sans? machuca o coraçãozinho, né?